“O príncipe Eric Roggandin está desaparecido. O ataque que o levou de sua comitiva não deixou sobreviventes — mas o modo de operação aponta para um infame criminoso que carrega uma alcunha perversa. Agora, o soberano de Zakharov conta com você para levar Gazin Adagas à justiça e trazer para casa seu filho, o inestimável herdeiro do Reino das Armas.

   Um crime ousado como este pode ter um objetivo simples… ou pode ser apenas o começo de uma trama assustadora e imprevisível! ”

   Começamos! A partir de agora vamos ter por aqui resenhas de RPGs e livros-jogos produzidos em território nacional! Lembrando que fizemos um artigo de base para esse assunto para quem se interessar, vocês podem encontra-lo nesse link!

senhordassombrasbn

   Resolvemos começar com o livro que acabou (indiretamente) nos dando a ideia para esse novo nicho do blog. Além do fato de ser um livro-jogo, também se passa no maior cenário de RPG nacional, o Tormenta RPG! Ou seja, acabamos unindo o útil ao agradável!

   O Senhor das Sombras, escrito por Athos Beuren e lançado pela Jambô Editora é um livro-jogo de fantasia medieval se passando no mundo de Arton, e conta a história do príncipe de uma nação armamentista que foi sequestrado e você (É, você!) é enviado para encontrar pistas da sua localização.

   Como em qualquer livro-jogo, você é o herói e vai ter que tomar todas as decisões importantes para conseguir alcançar o sucesso na sua missão.

senhordassombras (2)
A primeira página da aventura para vocês terem uma ideia. ^^

   Sobre a história do livro: inicialmente eu a achei simples demais! “O príncipe sequestrado” é um clichê, mas como nos livros-jogos que li até hoje nunca encontrei nenhum enredo muito complicado (O Feiticeiro da Montanha de Fogo é basicamente um feiticeiro que vive em um covil, só XD) eu não esquentei muito a cabeça com isso, mas logo (felizmente) vi que estava enganado! A trama acaba se revelando mais profunda e eu fui surpreendido com uma história épica de conspirações, guerra e, principalmente, muita aventura! Então fica esse aviso, embora o conceito inicial dele seja algo simples, o desenrolar da história entrega muito mais do que isso.

   O sistema de regras usado nesse livro é o mesmo usado no seu antecessor, Ataque a Khalifor. É uma evolução do utilizado nos livros da Fighting Fantasy. Aqui você escolhe a sua raça (Elfo, Anão, Humano, Minotauro, Halfling, Goblin e Qareen) e sua classe (Mago, Guerreiro, Clérigo e Ladino), escolhe algumas habilidades entre as muitas apresentadas (Manipulação, Ataque a Distância…) e, se você for um mago ou clérigo, escolhe quais magias vai ter. Aí pronto! Você já pode jogar!

senhordassombras (6)
Quando eu via essas ilustrações enquanto ia e voltava no livro eu ficava pensando “Caramba, que tipo de loucura vai acontecer para eu chegar nessa cena?!” XD

   É um sistema muito simples, que exige apenas alguns minutos para se adequar as regras, e cada raça ou classe vai ter alguma particularidade durante a aventura, caminhos, vantagens e desvantagens só acessíveis para a escolha que você vier a fazer.

   Esse sistema dá uma boa ideia de como funciona um RPG. ^^

   Em relação à “jogabilidade”, o ritmo que a história avança é bom, o índice de mortalidade do livro é satisfatório XD. É quase uma tradição nos livros-jogo antigos você morrer pra caramba! Eu tinha medo que os mais modernos facilitassem demais as coisas para o jogador, mas quando em menos de cinco capítulos eu já fui esfaqueado vi que não era o caso aqui XD.

   Se você for esperto e explorar bastante o mundo (e der um tanto de sorte também né) ao final você terá se divertido com esses desafios sem se frustrar com facilidades.

   O livro se divide em alguns arcos de história dentro dele, e eu tive um pequeno desgosto com a segunda parte dela, que tem um foco maior na exploração. Normalmente eu não sinto isso com esse tipo de livro (Eu adoro explorar), mas aqui o fato da história ser mais trabalhada me tirou um pouco do clima, mas logo ela retorna ao ritmo certo e em grande estilo para fã de fantasia nenhum botar defeito. 🙂

   O livro ainda conta com lindas ilustrações internas de Adriano Loyola, Erica Awano e Estavan Silveira e uma capa fantástica do Caio Monteiro!

senhordassombras (3)

   O Senhor das Sombras tem tudo o que se pode esperar de um bom livro-jogo: Aventuras incríveis, exploração, batalhas iradas. Além disso, temos o adicional de uma história principal mais trabalhada e ela ainda se passar no cenário de Tormenta! Então, se você já é fã de livros-jogos ou de Tormenta, pode adquirir sem medo que vai ter aí muitas horas de diversão garantidas. Se você é um fã de fantasia curioso, esse livro pode ser uma ótima introdução ao mundo das aventuras em que você é o herói da história! ^^

Capa comum: 256 páginas
Editora: Jambô (1 de agosto de 2016)

Links de Compra da Taverna: Amazon / NerdZ

senhordassombras (1)

Anúncios