Dessa vez a entrevista será diferente, decidimos mudar um pouco e conversar com a equipe de outro Blog. Assim surgiu o post de hoje. Recebemos o pessoal do “Acervo do Leitor” aqui na Taverna e conversamos sobre o trabalho deles, literatura fantástica nacional, eventos e novos autores.

 

Não podemos começar a entrevista sem dar a chance para que cada um dos membros da equipe se apresente. Sendo assim, vamos lá:

Artur Moraes, criador e editor do “Acervo do Leitor” e um dos fundadores do “Reino dos Livros”. Apaixonado pela Literatura Fantástica. Casado com uma linda esposa, pai de 5 gatos e tio de um Pitbull.

Diego Ribeiro, editor do “Acervo do Leitor” e um dos fundadores do “Reino dos Livros”, empresário, professor de jiu-jitsu, cristão e apaixonado por minha esposa Lívia, pelo meu gatinho o Floki e por livros!!

1 – É impossível começar a falar do Acervo do Leitor sem citar o Reino dos livros. Falem um pouco sobre grupo e os planos reservados para ele.

ARTUR – O Reino dos Livros passou a ser parte integrante do Acervo no momento em que foi criado. Sua ideia sempre foi voltada a ser um grupo com um espaço saudável e controlado na internet, onde leitores, editores, tradutores e demais pessoas do ramo pudessem interagir de maneira amistosa, visando sempre promover a literatura fantástica.

A todo momento leitores apaixonados promovem suas leituras, dando suas opiniões e sendo respeitados por elas. Esse talvez seja um dos pontos principais do Reino, além da nossa vigilância que é feita 24hs por dia, durante os sete dias da semana.

Temos muitos planos para o futuro. Recentemente fizemos o Stalo! que é um evento “real”, organizado por nós para os Regentes. Foi muito bacana conhecer pessoalmente pessoas que convivemos diariamente lá no Reino. Aliás, estamos correndo atrás de fazer outro Stalo!, em breve teremos novidades.

Fiquem ligados que logo anunciaremos mais coisas!

2 – Algo que me impressionou muito no Reino dos Livros, foi encontrar um lugar movimentado, organizado e no qual o respeito prevaleça. Como é lidar com membros que descumprem as regras? Isso melhorou com o passar do tempo?

ARTUR – Olha rs, o início foi bastante complicado. Bastante! Hoje as pessoas conhecem as regras, e mesmo quando outras fazem algo de errado, os próprios Regentes alertam sobre o erro, ou denunciam o post, o que nos ajuda demais.

Vemos muitos grupos no Facebook sem nenhum tipo de controle e monitoração. E depois de todo este tempo, trabalhando dia e noite pelo Reino, não posso julgar quando alguém simplesmente pula do barco. É um trabalho cansativo e exaustivo. Mas que sendo sincero contigo, fazemos com o maior prazer. Ver que o grupo está saudável, que as pessoas gostam de estar lá, gostam de falar sobre suas leituras, indicar aquele livro incrível que leram para os demais Regentes, e principalmente, fazer a literatura fantástica avançar em nosso país, isto é muito gratificante.

3 – Além de ter o Facebook e o site como meio de interação, o Acervo do Leitor também conta com um canal no Youtube. Expandir para uma plataforma audiovisual modificou a forma de interagir com o público? Já é possível notar um maior envolvimento e alcance?

ARTUR – Sim, sem dúvidas. O YouTube proporciona isso certo? Um contato mais próximo, talvez o mais do contato físico que é possível, pois você está vendo a pessoa, ouvindo-a e sabendo de seu entusiasmo quando fala de algo que gosta.

Então estamos bastante contentes sim. Claro que ainda estamos no começo, muito no começo, mas os resultados têm sido bastante positivos. Vamos trabalhar para melhorar em todos os aspectos, e com o YouTube não será diferente.

4 – Não faz muito tempo, os leitores de Fantasia acompanharam um time de autores nacionais que aqueceu o mercado e chegou a ganhar destaque na grande mídia. Observando as redes sociais, vemos autores iniciantes cheios de vontade para que algo semelhante aconteça novamente. Podemos contar com o surgimento de um novo time em breve? O que está faltando para que isso ocorra?

ARTUR – O grande problema, a grande barreira que infelizmente ainda não ultrapassamos, é o preconceito ou pré-conceito com nossos autores. É incrível a disparidade de disposição que os leitores têm com obras estrangeiras para com as nacionais. Isto é muito ruim para o gênero como um todo. E nós do Acervo trabalhamos desde o primeiro dia para melhorar esta situação. Temos parcerias efetivas com diversos autores, e destas parcerias surgiram amizades que levaremos para toda a vida.

Há muitos e muitos e muitos autores com muita vontade de fazer as coisas darem certo. Falta um pouco de disposição de você leitor, em ajudar e investir um pouco neles. Hoje temos a Amazon que nos proporciona muita das vezes livros gratuitos em formato digital. Pesquise sobre os autores dos gêneros que você lê e mete as caras. Temos escritores sensacionais que estão apenas esperando pela sua oportunidade.

Não posso ainda me adiantar, mas sim, nós vamos promover algo bem bacana e bem sólido para nossos autores, em breve. Aguardem.

5 – Qual a importância de apoiar autores independentes? Serão eles os responsáveis por reaquecer a literatura fantástica nacional?

ARTUR – Sem dúvida alguma! Nossos autores independentes são a base de nossas leituras de amanhã. Já passou da hora de surgir outro time de sucesso no Brasil. E não tenho dúvidas de que este momento está chegando.

6 – A missão do Acervo do Leitor é ajudar a expandir a literatura fantástica e seus sub-gêneros no Brasil. Quais são as maiores dificuldades enfrentadas por leitores e autores do gênero? Como cada um dos envolvidos pode contribuir para que a literatura fantástica ganhe força em nosso País?

DIEGO – Não vejo muitas dificuldades em si. Mas todos são “vitimas” do mercado editorial brasileiro e seus consumidores, mesmo porque estão intimamente ligados. As editoras teriam o desejo de lançar TUDO que você pode imaginar se o público estivesse disposto a absorver (comprar) o que é lançado. Por sua vez os consumidores estariam dispostos a comprar TUDO que é lançado, se tivessem um maior poder aquisitivo. Tudo está ligado a oferta e demanda. Acho que já vivemos tempos muito mais sombrios. Raramente um leitor brasileiro consegue acompanhar e comprar a quantidade de títulos que é lançado mensalmente por aqui. Claro que queríamos ter a opção de comprar tudo, como é lá fora, mas nossa realidade está longe de ser ruim. No que tange a escritores (nacionais) acabam sendo vítimas dos problemas levantados acima, o tamanho do mercado consumidor é restrito mesmo. Mas se expandiu… muito.

7 – O Acervo do Leitor está aberto a formar parcerias com editoras, autores e outros sites. Como essas parcerias funcionam?

DIEGO – Parcerias. Complicado esse termo (rs). Ser parceiros em determinados momentos bem específicos sempre é válido é claro. Com relação às editoras temos parceria com as maiores do mercado, destaco a LeYa por todo carinho e confiança que vão muito além de parcerias tradicionais de “envio de livros”, no caso deles envolve eventos com a nossa presença viagens e etc. Com relação à parceria com outros blogs ainda é uma coisa muito delicada. Apesar do “tamanho” do “Acervo do Leitor” somos um blog recente, e já fomos vítimas de todo o tipo de calúnia e ataque, via redes sociais é claro, que se pode imaginar por parte de outros blogs. Falta muita maturidade e caráter neste meio infelizmente. Mas envolvendo “olho nos olhos” e um aperto de mão sincero acho tudo válido (rs). Com relação a autores independentes a questão já envolve muito detalhes que fogem do “escopo” desta entrevista. Alguns trabalhos são pagos sim, independente da nossa postura isenta e crítica, cansamos de martelar editoras que até tem parceria conosco, e outros trabalhos não são. Enfim, depende de vários detalhes e do que o autor deseja quando nos procura. Resumindo acredito em “parcerias” quando ambas as partes são parceiras de verdade.

8 – A Bienal do Livro Rio está próxima. Já existe algum planejamento para cobertura do evento?

DIEGO – Estaremos lá com certeza! Mas só vamos acertar os detalhes a partir de mês que vêm. Quem acompanha nosso trabalho sabe que pode esperar vídeos, fotos e entrevistas! Podem ter a certeza de que tudo que acontecer por lá estaremos cobrindo para o pessoal.

9 – Podemos esperar por eventos organizados pelo Acervo em um futuro próximo?

DIEGO – Sim. Além dos eventos realizados com a Saraiva e a LeYa, o “Clube LeYa de Ficção Fantástica”, a próxima edição do nosso evento “Stalo!” ocorrerá em São Paulo. Provavelmente em Julho, e deverá contar com uma estrutura bem maior além de outras editoras e até “foodtruck” (rs), sem contar é claro dos blogueiros e autores nacionais divulgando seus trabalhos.

10 – Deixem uma mensagem para nós, autores e leitores da Taverna.

Artur – Primeiramente muito obrigado pelo espaço, parabéns pelo lindo trabalho que estão fazendo. É uma honra e um prazer poder compartilhar este momento e acompanhar o crescimento de vocês. Continuem com todo o empenho que nós, leitores de fantasia no Brasil, precisamos muito de vocês.

Aos leitores da Taverna, apoiem SEMPRE este projeto, divulguem, compartilhem.

Aos autores, não desanimem nunca! Contamos com o seu trabalho. Um forte abraço.

Diego – Muito obrigado pela oportunidade, carinho e reconhecimento. Tudo que envolve a relação entre leitores, editoras e blogs ainda está “engatinhando” por aqui. Mas iniciativas como a da Taverna tem feito bastante diferença. Vamos avançando com muito suor e nas asas da imaginação.

Acervo do Leitor ( Site / Facebook / Youtube)

Reino dos Livros ( Post / Grupo Facebook )