Para realizar uma vingança pessoal, Ibl Batil precisava de recursos. Para adquiri-los ele teve que fazer uma dívida de sangue com diversos povos e o pagamento era um só: a destruição da antiga cidade das Torres de Sangue. Para entrar nesse lugar ele vai precisar da ajuda da nobre portuguesa Teresa.

   “Os árabes dizem que, antes de criar os homens, Alá deu o mundo a um grupo de sultões inumanos, muito mais sábios que qualquer pessoa da nossa espécie jamais poderia pensar em ser. Mas esses ‘sultões que precederam Adão’ de que fala o mito teriam utilizado a sabedoria para criar pecados e iniquidades tais que clamavam aos céus por vingança. Enojado, o Criador decidiu banir os sultões de sua presença. Para onde? Segundo alguns contadores de histórias, para a cidade das Torres de Sangue. ”

   As Dez Torres de Sangue é uma novela escrita pelo Carlos Orsi e publicada pela editora Draco. Uma aventura no deserto que invoca todo o estilo pulp de exploração, aventura e perigo em uma misteriosa cidade no meio do deserto.

   Nessa novela o autor utiliza toda a atmosfera de encanto do oriente árabe e um leve toque de Lovecraft para criar uma cidade ancestral fascinante: Antares, a cidade das Torres de Sangue. Os mistérios e horrores desse lugar criam um excelente misto de aventura e temor em quem lê. Os preceitos religiosos e os fragmentos de informações que temos de Antares foram muito bem balanceados para criar o clima de aventura de uma forma que me levou de volta as antigas histórias pulp de alguns contos de Robert E. Howard. ^^

   Ibl Basil é um ótimo exemplo de herói pulp. Teve sua vida antiga “tirada” dele por um comerciante de escravos português. Para realizar a vingança contra esse homem ele fez uma dívida com diversos povos e tribos árabes: ele teria que entrar na cidade dos antigos sultões e descobrir uma forma de destruí-la.

   Com todo esse clima clássico eu imaginei logo que a parceira dele, a Dona Teresa, teria uma representação aqui das antigas personagens femininas, bem “princesa precisando ser salva”, foi uma grata surpresa esse conceito ser posto de lado de uma maneira que se encaixou perfeitamente na narrativa. Ela acabou se revelando uma personagem muito interessante e peça-chave da trama.

   Essa novela é uma ótima recomendação para quem quer uma história pulp de aventura e exploração, com mistério e um tom lovecraftiano. Se vocês curtem as histórias de Robert E. Howard (Conan, os contos da coletânea Rosto de Caveira…) ou se vocês são fãs de aventura e exploração, como Indiana Jones e A Múmia, vão curtir pra caramba essa história!

   E Carlos Orsi é um baita autor nacional, tem muuuuitos livros bacanas de diversos estilos, tanto ficção científica quanto terror, aventura…. Tem pra todo gosto. Deem uma olhada nas obras dele, vale a pena! ^^

Formato: eBook Kindle
Número de páginas: 62 páginas
Editora: Draco (13 de julho de 2012)

nota4

Link de Compra da Taverna: Amazon / Editora Draco

deztorres