Ficha Técnica 

 

Febre Vermelha

Autor: Francis Graciotto
Editora: Máquina de Escrever
Ano: 2016
Páginas: 288

 

Sinopse

Um navio desgovernado encalha nas pedras em Praia Grande, com sua tripulação brutalmente assassinada em alto mar. Em pleno verão na Baixada Santista, a manchete nos jornais é vista com indiferença pela população, que está mais preocupada em curtir o feriado de ano novo. Em poucos dias, uma epidemia misteriosa se espalha pelo litoral, deixando seus infectados com uma febre ensandecedora, olhos vermelhos e fome insaciável. Ocorrências de extrema violência e canibalismo tornam-se cada vez mais comuns, e as autoridades não são capazes de lidar com o caos que domina as ruas e ameaça contagiar todo o país.
Com cenários reais em Santos, São Paulo e região, acompanhe a perigosa jornada de um grupo de sobreviventes, cada um com motivações e problemas pessoais, dispostos a fazer o que for preciso para sobreviver à Febre Vermelha.

 

Resenha

 

O Francis tem uma escrita na medida certa. Nos joga em cenas de ação, terror e muito sangue desde o início da leitura. Sem enrolação, cenas de tirar o fôlego, situações que me deixaram tensa e agoniada.

 

O fato da narrativa acontecer em locais nos quais a maioria eu já pude estar, deixaram as cenas tão realistas que senti frenesi, por vezes pensei estar lendo um fato real ou tive um Déjá Vu, o que de fato adoro quando se trata do gênero. Em certos pontos da narrativa me peguei suando frio e prendendo a respiração.

“A placa na estrada sinalizava que aquele era o Rancho da Maioridade, construído em 1922, em homenagem a Dom Pedro II e, originalmente, utilizado como ponto de descanso durante a viagem entre São Paulo e Santos.”

Há um diferencial nesses zumbis do mundo criado pelo Francis que foi uma ótima sacada, não posso contar o que é para não dar spoiler, vocês terão que ler!

 

Ótima diagramação. Mesmo não sendo papel pólen, é de fácil leitura. Li em apenas um dia. Abri meu livro completamente e não ficou um sinal na lombada. Sem dizer a arte da capa com o foco do olho brilhante que ficou sensacional. Tem tudo a ver com as características dos infectados. Os marcadores também não ficam atrás.

 

Ponto a ser melhorado

 

Indicação dos Pov´s (ponto de vista). Como não há espaço entre um ponto e outro, me peguei, por vezes, relendo o mesmo trecho para entender que já se tratava de outro cenário e/ou de outro(os) personagem(ens). Verifiquei alguns erros de digitação, mas nada que impeça a leitura, não há erros gramaticais (ambos podem ser falhas da editora).

 

Sentença

 

Para quem assim como eu é um(a) viciado no universo zumbi é uma leitura obrigatória. Um livro que não consegui parar de ler, mesmo suando frio!

 

Para conhecer mais sobre o autor e sua obra visite Febre Vermelha