Saudações, Viajantes!

Hoje, trago a vocês mais uma resenha de uma obra nacional que mistura culturas, bruxaria e viagens no tempo. Espero que apreciem! 😉

 

Ficha Técnica

Os Senhores do Tempo: Viajantes – O Despertar #1
Autor: Paulo H. B. Lemos
Editora: Novo Século
Ano: 2017
Páginas: 320

Sinopse

Holland tem 16 anos e é obrigada a mudar-se para o Japão por conta de uma proposta de emprego que sua mãe recebeu das Indústrias Sotawa. No seu primeiro dia na escola nova, conhece três pessoas que irão mudar sua vida. Junko, uma garota que não se encaixa nos padrões das meninas de sua idade, vê em Holland a chance de ter uma amiga e descobre ter talentos para a bruxaria. Kaya, um garoto que a todo custo busca vingança pela morte dos pais e honra para o clã dos Caçadores do Tempo, que secretamente buscam o poder da Deusa do Tempo – liderados por Masashi Sotawa, avô de Kaya. E Seiji, um estudante do terceiro ano que é membro do clã conhecido como Viajantes do Tempo, que procura há séculos a Deusa do Tempo para protegê-la dos Caçadores. De algum modo, todos estão interligados, e não demoram a descobrir o porquê.

Resenha

Para iniciar, já digo que achei linda a capa do livro. Nada a reclamar. Pelo contrário. O capricho com a qualidade e diagramação foram perfeitos.

Essa narrativa em primeira pessoa é bem gostosa de ser lida. Possui vários pontos de vista (POV´s) na ordem cronológica dos fatos. Portanto, não há como se perder durante a leitura. Uma leitura bem fluída e de escrita apaixonante. No decorrer da história, viajamos através do tempo, desde a época atual até a Salem do século XVI.

Holland, nossa “protagonista”, tem um relacionamento bem conturbado com sua mãe, além de não saber a verdadeira história sobre a morte do seu pai. Elas são obrigadas a morarem no Japão devido ao trabalho de sua mãe. Holland se vê, então, em uma escola e culturas diferentes, consegue fazer algumas amizades e, aos poucos, se vê em situações estranhas, passando por apuros.

Dias normais na escola se tornam confusos diante de dois clãs que “brigam” para ter a Holland em seu poder. Inicialmente, eles (os clãs) não dão explicação alguma nem ela mesma sabe o porquê. Há um vórtice no tempo quando dois personagens específicos se tocam. Há uma mitologia por trás disso tudo — achei muito bem construída, por sinal.

A trama segue com Os Caçadores do Tempo. Eles alteram eventos históricos por meio de fendas de contato com antepassados e com os Viajantes do Tempo, que desfazem o que os caçadores do tempo fazem. Cada clã acha que tem a razão no que faz. Eu, durante a leitura, acreditava que ambos tinham razão em suas ações, mas, ao chegar ao final do livro, vi que não era bem assim.

Achei interessantíssimo o autor ter inserido a personagem Junko como a “diferentona” fora dos padrões e, nesse sentido, tocar com delicadeza no tema bullying.

As cenas de lutas são bem montadas e descritas. Confesso que os pelos de meu braço  arrepiaram na cena em que um determinado personagem é possuído pela Deusa. Uma cena forte. A descrição de mudança de comportamento e voz, além do embate entre alma de um e corpo de outro foi sensacional.

Em algumas cenas, o tempo para (só lendo para entender o porquê) para alguns  personagens. Nas cenas violentas, por exemplo, membros são amputados e somente depois do tempo voltar a correr normalmente é que o sangue jorra. Achei incrível!

Há várias reviravoltas fantásticas que chocaram. Cada nó desatado vai montando um quebra cabeça. Certos momentos, parece que algumas peças não se encaixam. No entanto (e mais impressionante!), é que no final tudo faz sentido!

Personagens secundários me cativaram profundamente. Algumas mortes me balançaram e me pegaram de surpresa. Sem dúvidas, o autor mexe com nossos sentimentos.

Você vai encontrar nas páginas dessa obra: muitas aventuras, mortes, bruxaria, magia, mistérios, segredos, romances inesperados, amizades, laços inimagináveis, muita cultura Japonesa X Ocidental e, claro, viagens no tempo. Muitas viagens no tempo!

O autor deixou uma ponta solta para o livro dois e espero ansiosa pelo desenrolar da história. Será que o próximo livro pode se passar numa viagem ao tempo futuro?

Com certeza, indico a leitura desse livro!

 

Compre aqui Amazon! (Comprando por este link você estará ajudando na manutenção do site. Muito obrigada! :D)