Olá Viajante!

Hoje venho com uma resenha de Dark Fantasy Nacional do autor Henrique Garcia, espero que gostem!

 

lunaria capa

Ficha Técnica

Nome do livro: Lunaria – A Busca pela Pedra Vermelha
Autor: Henrique M. Garcia
Editora: Independente
Ano: 2016
Páginas: 243

 

Sinopse

O mundo mágico de Lunaria – a “terra da lua perdida” – é marcado por guerras entre diversas raças pela posse de artefatos poderosos deixados pelos deuses em um passado muito distante. Entre esses itens destacam-se as Pedras Anciãs, capazes de conceder poderes singulares para quem as empunha.
Em uma missão desacreditada, o exército dos homens parte para o reino sombrio de Ganaska a fim de recuperar a perdida Pedra Vermelha, roubada pelos kappanianos, gigantes bárbaros sedentos por guerra.
Mas, para alcançar Ganaska, os homens precisam passar por Aktor, uma cordilheira congelada e sombria que abriga um mal adormecido tão antigo e poderoso quanto os próprios deuses da terra.

Resenha

O autor foi muito criativo na criação do roteiro, personagens e sistema de magia dessa obra. Há um mapa muito bem feito também, o qual consultei durante a leitura e me ajudou muito a me aprofundar ainda mais neste universo.

Iniciamos a narrativa com a explicação de uma lenda antiga. O mal reinou por muitos anos em Lunaria, mais conhecida como Semente do Mal, porém no momento atual ela está adormecida. Os Deuses deixaram presentes em Lunaria (há a explicação do êxodo nesta obra também), quatro pedras (com poderes específicos e guardadas a salvo) que mantém a era da felicidade em Lunaria e a influência da Aliança Negra afastada, mas existe uma profecia dizendo que o mal voltará a reinar…

Existem pessoas interessadas em roubar e unir as quatro pedras que mantém essa ordem em Lunaria para obter o poder para si e dominar a tudo e a todos os seres. Em uma das tentativas de furto dessas pedras um personagem consegue ficar com uma lasca de uma de uma delas e então sua vida se torna um tormento.

Essas pedras tem o poder de serem usadas tanto para o bem quanto para o mal (dependendo de quem as usa), porém quem já é fraco psicologicamente ficará tentado em possuí-las para obter benefícios próprios.

Há muitas reviravoltas na trama, ataques psicológicos, devaneios, intrigas palacianas, traições e batalhas viscerais com cenas que me deixaram de queixo caído e perturbada.

Os personagens são bem aprofundados, carismáticos, misteriosos e o anti-herói me deixou com muito asco. Há assassinos frios e calculistas, como também há personagens doces e simpáticos que me deu vontade de tê-los como amigos.

Um personagem que me chamou muito a atenção foi o Uriel Laport, ele teve muitas mudanças bruscas em seu psicológico e modo de agir e somente com o próximo livro terei certeza de que lado ele está, devido aos “desfechos” neste livro um.

Temos vários núcleos de personagens com suas tramas e bem aos poucos o autor vai unindo as pontas soltas e as histórias começam a se entrelaçar e fazer todo o sentido.

O autor criou uma cidade submersa, com seres muito peculiares, misteriosos e intrigantes, essas criaturas marinhas me remeteram as obras de H. P. Lovecraft.

Criaturas como gárgulas, orcs e ogros também fazem parte no universo de Lunaria, além é claro de criaturas criadas pelo autor como os Durdae, Esaldars, Autdrae…

No apêndice há mais detalhes sobre cada criatura que o autor criou. Além de criar as castas para seus personagens, ele criou linguagem própria para as raças e conta a história de cada língua, suas modificações e dialetos através dos anos. Com certeza foi um projeto que demandou tempo e dedicação porque está perfeito!

O sistema de magia criado também é específico de cada raça e vou citar aqui a minha raça preferida dessa história, são os Autdrae (dragões sem asas em corpo humano, são cobertos por escamas, cabelos e olhos vermelhos, guerreiros natos, além de manipuladores de magia).

Durante a leitura fui soltando minha imaginação pensando em várias possibilidades de desfechos e dei tiros no escuro! Fui sempre surpreendida.

Existem partes bem sinistras, pesadas e obscuras, para quem adora uma Dark Fantasy é um prato cheio, eu fiquei chocada várias vezes, com estômago revirado e com ódio dos personagens, o autor consegue de fato mexer com nossos sentimentos e medos mais profundos.

Fiquei presa desde o início da leitura e ao chegar aos capítulos finais fiquei de boca aberta querendo mais! Até perguntei para o autor se já tem o livro dois, porque de verdade…como vou conseguir dormir sem ter o desfecho? Como assim acabou? Não! Pera! Preciso saber o que vai acontecer a seguir!

Único ponto a ser melhorado na obra é a revisão, deixo claro que isso não impediu em nada a compreensão da obra, até mesmo sinalizei o autor, e o mesmo já se prontificou em realizar as devidas alterações.

Se você gosta de muito sangue, crueldade, ataques psicológicos, cenas chocantes, criaturas e um mundo novo e peculiar você tem que ler este livro!

É um livro pesado, sombrio e chocante e sem dúvidas vai mexer com seu emocional!

 

Compre aqui >>> Amazon (comprando por este link você está ajudando na manutenção do site 😉 muito obrigada). Se você não tem Kindle (assim como eu), baixe o app no cel e não perca de jeito nenhum essa leitura!

 

Para conhecer mais sobre o autor e sua obra visite as redes abaixo:

Fan Page no Facebook

Instagram @sagalunaria