Olá Viajante!

A resenha de hoje é do livro Enquanto Eles Não Vêm do autor Robson Gundim, que possui muita influência no H. P. Lovecraft, então prepare-se no sofá e acenda as luzes caso tenha medo!

51raEuBUp1L

Ficha Técnica

Nome do livro: Enquanto Eles Não Vêm
Autor: Robson Gundim
Editora: Independente
Ano: 2016
Páginas: 313

Sinopse

Na primavera de 1978, um misterioso ataque assolou os habitantes de Paraíso Florestal, uma pequena cidade localizada em uma área remota da Bahia. Trinta e sete anos depois, um terrível incidente engole a pequena cidade, obrigando as autoridades a enviarem uma equipe de soldados para investigar o ocorrido.

Desde sua chegada à pacata cidade, David e Lívia deparam-se com uma calma sepulcral; ninguém é encontrado nas ruas, nos becos ou nas casas. Na escolinha, os cadernos abertos datam o dia atual. No hotel, um barulho no andar superior denuncia a presença de alguém…
Tomados pela sensação de ameaça iminente, os soldados refugiam-se em uma antiga mansão, desconhecendo o verdadeiro horror que varreu a pequena Paraíso. Dentro daquelas paredes, oculto pelas trevas, o maior e mais escuro de todos os medos os espera.

Resenha

Em uma pequena cidade da BA chamada Paraíso Florestal, coisas sinistras aconteceram, uma equipe da COPS foi resignada a investigar o sumiço de alguns moradores, porém ao chegarem no local o contato com a base foi perdido, então uma segunda equipe é destinada a ir resgatar a primeira e investigar o sumiço dos moradores.

Os problemas começam a piorar quando essa segunda equipe chega ao local e se separa em duas turmas, eles perdem o contato entre si e com a base e uma coisa sinistra ataca dois membros da COPS David e Lívia, que estão em uma das turmas.

No dia seguinte, saem a procura de todos membros da equipe e dos moradores locais, infelizmente acabam se deparando com criaturas sinistras dentro das casas e nas ruas, o autor descreve tão bem essas criaturas que me deu um nojo tremendo, fiquei enjoada e me arrepiei! As cenas chocam e são bem viscerais quase cheguei a sentir o cheiro pútrido.

David e Lívia são nossos protagonistas vão encontrando alguns documentos, cartas, artigos de jornais e fotos em uma mansão, e tudo isso vêm em formato de ilustrações originais, desenhadas pelo próprio autor e vão sendo apresentadas aos poucos durante toda a obra, essas ilustrações me fizeram mergulhar ainda mais na história, me senti como uma perita recolhendo provas junto aos personagens e montando o quebra-cabeça em busca de respostas.

31072778_1767264926645040_1508672264_o31295880_1767264226645110_583061918_o

Além disso você também pode baixar a planta baixa da Mansão Mombach para te acompanhar na leitura, fiquei um tempo admirando cada detalhe da mansão.

A escrita do autor é fascinante, brincou com meu psicológico, com meus medos e  sentimentos. Virei a madrugada lendo em busca de respostas! Me apeguei até nos personagens secundários,  além de ficar sufocada em cada local que David e Lívia entravam para vasculhar. Há muitas coisas sinistras envolvidas na trama, misturando religião africana, ataque biológico e o oculto, além de segredos entre os personagens que podem mudar tudo!

O desfecho é primoroso, fiquei estarrecida, dois minutos finais de diálogo foram suficientes para jogar adrenalina no meu sangue de novo e o livro acabou! E que gancho para o livro dois! Que gancho! Corte sua fila de leitura!

No final do livro há fichas técnicas dos personagens e das criaturas os quais também fiquei um bom tempo admirando e comparando com tudo que criei na minha mente durante a leitura.

O autor teve muito capricho com a diagramação da obra. Foi uma leitura muito agradável, uma experiência completamente aterrorizante, visceral e incrível, a leitura fluiu muito. Sem dúvida alguma você tem que ler esta obra!

Compre na Amazon através deste link e ajude a manter o Blog \o/


Curte A Taverna? Quer estar por dentro de tudo que postamos e/ou produzimos? Assine nossa newsletter; curta nossa página no Facebook; e nos siga no Instagram!

Siga_nos_instagram