Saudações, viajantes!

A resenha de hoje é do livro de contos de terror Dias Febris do autor Francis Graciotto! Traga seu kit apocalíptico e prepare-se.

dias febris inteira

 

Ficha Técnica

Nome do livro: Dias Febris (Febre Vermelha)
Autor: Francis Graciotto
Editora: Cultura em Letras Edições
Ano: 2018
Páginas: 128

 

 

Sinopse

A Febre Vermelha surgiu na região de Santos e se espalhou pelo Brasil, uma doença que deixa seus infectados com olhos vermelhos e uma insaciável fome por carne humana. A sociedade rui em questão de dias. Policiais, médicos, bombeiros e até os responsáveis por gerenciar as redes de energia elétrica e comunicações estão ocupados tentando sobreviver e não resta nenhuma autoridade para proteger a população da doença e dos infectados. Em todas as regiões do país, cada um está por conta própria. Estes são os Dias Febris.
Em uma coletânea de oito histórias em diversas cidades brasileiras, Dias Febris conta pontos de vista diferentes dos dias que seguem à Febre Vermelha. São histórias individuais, podendo ser lidas antes ou depois do primeiro livro.

 

Resenha

Francis é autor do livro Febre Vermelha, participou das antologias Das Trevas e Do Terror ao Horror (é só clicar nos links para conferir a resenha de ambos que já entraram aqui no Blog da Taverna), e agora venho indicar seu livro de contos  chamado Dias Febris, que pode ser lido antes ou depois do livro Febre Vermelha sem atrapalhar em nada o andamento da leitura.

Primeiramente, não posso deixar de agradecer ao autor por ter colocado meu nome nos agradecimentos no prefácio do livro. É muito gratificante saber que posso contribuir de alguma maneira para o nascimento de um livro e incentivar nossa literatura nacional, principalmente o gênero terror, que ainda não é tão bem disseminado aqui no Brasil. Muito obrigada! Pode contar comigo sempre! Quero fazer parte do seu time quando houver um apocalipse zumbi!

Este livro possui oito contos: Lucy (já tem resenha aqui no blog é só clicar aí no link); O Jogo; Era Uma Vez em OsascoO Último Andar; Dia do Touro; Assassinato em MaragogiCasulo e O Diário de Pietro.

Quem me acompanha sabe que contos são o meu tipo preferido de narrativa. Jamais me cansarei jamais de dizer isso. Inclusive, contos de terror sempre serão os meus preferidos.

Cada início de conto possui uma ilustração, que faz referencia ao tema de cada um deles.

A escrita de Francis é brutal, visceral, objetiva. Em meio ao caos, destruição de várias cidades e disseminação do vírus, acompanhamos personagens críveis, que poderiam plenamente ser reais. Eles nos cativam e nos fazem torcer por eles com todas as forças.

Não consegui parar de ler! As cento e vinte e oito páginas foram devoradas assim como as vísceras de alguns dos personagens!

Os livros do Francis sempre me fazem ficar aflita, prender a respiração e suar. De verdade. Se você é aficionado por tema zumbi, tem que ter todos esses títulos em sua estante!

 

Interessou-se pela obra? Compre na Amazon através deste link e ajude a manter o Blog \o/

Te encontro no próximo post!

 


Curte A Taverna? Quer estar por dentro de tudo que postamos e/ou produzimos? Assine nossa newsletter; curta nossa página no Facebook; e nos siga no Instagram!

Siga_nos_instagram